Mais de 200 animais identificados com microchips

A sexta edição da Feira Amigo Bicho, promovida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, mobilizou cerca de dois mil moradores dos bairros da regional Pinheirinho no último final de semana. Durante o evento, 226 animais de estimação foram identificados com microchips e também feitas ações de orientação sobre guarda responsável, doações de animais e apresentação de teatro infantil.

A bióloga Gilda Tebet, do departamento de Pesquisa e Conservação de Fauna da secretaria, informa que mais de duas mil pessoas participaram do evento.

“A Feira é sempre uma excelente oportunidade para fazer a microchipagem gratuita no animal de estimação”, disse a bióloga Gilda Tebet, do departamento de Pesquisa e Conservação de Fauna da Prefeitura. Fora do evento, o procedimento é pago. Aplicado no dorso do animal, o microchip traz informações sobre o proprietário, o que permite a sua fácil localização em caso de fuga ou roubo do animal.

Outro objetivo da Feira é levar informação aos bairros. Na edição de sábado, houve apresentações gratuitas do teatro de fantoches da Universidade Federal do Paraná, que abordou fauna urbana e zoonoses: a cidade e seus bichos.

Também esteve presente o ônibus Castramóvel: unidade que faz cirurgias de castração de animais. Durante o evento não foram realizadas cirurgias de castração, mas o veículo serviu para demonstração e orientação sobre o funcionamento deste serviço da Prefeitura, feito em parceria com a Universidade Federal.

O evento Amigo Bicho também levou aos moradores do Pinheirinho orientações sobre dengue e leptospirose, sobre guarda responsável e sobre os parasitas mais comuns em pessoas e cães. Houve ainda doação de animais resgatados por ONGs de proteção.

Histórico – A primeira edição da Feira Amigo Bicho aconteceu há um ano. Até agora, quase dois mil microchips já foram instalados em animais domésticos e cerca de 17 mil pessoas receberam orientações. “O evento já é um diferencial na sensibilização e conscientização da população”, explica o diretor do departamento de Pesquisa e Conservação de Fauna da Secretaria de Meio Ambiente, Alfredo Trindade.

Ele conta que a feira começou com pequeno porte, mas foi bem aceita pela população e cresce a cada edição. Trindade informa ainda que a expectativa da secretaria é realizar pelo menos quatro edições durante 2012, para que o evento percorra todas as regionais da cidade. A próxima deverá acontecer em maio.

Mostrar próximo post
Carregando